A INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA PÓS-COVID-19

Eduardo Vigorito Drigo

Desde o surgimento da humanidade fazemos ciência, a descoberta e a expansão do conhecimento são presentes em todas as culturas, entretanto o modo como se faz ciência, em especial as ciências sociais, como o direito ou a economia, e as humanas, como a sociologia e psicologia, encontram-se em constante evolução e aprimoramento, desde as regras científicas de estudos e pesquisas quanto a própria noção do que é científico.

Exemplo é antropologia, que mesmo já sendo presente o saber antropológico desde tempos imemoriais, somente na Era Contemporânea passa a ganhar destaque enquanto ramo da ciência. Neste sentido o isolamento social e o contingenciamento social em massa de ficarmos em nossas casas, gerado pela Pandemia global do Covid-19, impulsionou uma realidade em que devemos buscar a continuar nossas pesquisas, mas, mais uma vez, nos adaptando a produzir de forma digital, um meio que não é inédito a nossa geração, mas que era, até então, completar, e que com a fase social de postcovid-19 certamente se tornará o meio principal de pesquisa científica social, delineando uma nova realidade da ciência, uma forma mais democrática de acesso à conteúdo de qualidade, e para que se solidifique esse processo é imprescindível que os meios de publicação dessas pesquisas também se democratizem e se tornem cada dia mais digital, e como a internet não possui barreira territorial, a união e o contato entre os pares se tornará mais dinâmica, contribuindo para a produção científica humana mais global, mais pluricultural e mais democrática.


Sobre o autor Eduardo Vigorito Drigo

Mestrando em Cultura Jurídica, na Universitat de Girona, Espanha, com reconhecimento concomitante e independente pela Università Degli Studi di Genova, Itália. Possui os títulos de Especialista em Direito Penal e Processual Penal, Especialista em Psicologia Forense e Especialista em Docência em Ensino Superior. Bacharel em Direito pelo Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio. Membro Pesquisador Oficial da Academia Paulista de Direito, atuando no Centro Internacional de Direito Humanos de São Paulo. Membro da Comissão Especial de Relações Internacionais da OAB/SP. Fundador e Presidente do Projeto Empezar(es), que tem o objetivo de promover a introdução de novos pesquisadores nas áreas de ciências sociais e humanas, de toda a América Latina, por meio da implementação da Revista Científica Independente Latino Americana de Promoção ao Pesquisador Iniciante e o Congresso Latino Americano de Pesquisadores Sociais e Humanos, que já conta com uma equipe institucional de sete países. Atua como Advogado inscrito no quadro da OAB/SP, foi Presidente do Conselho Fiscal do Capivaprev, é Profissional Certificado do Mercado de Ativos Financeiros, e atua como Palestrante e Pesquisador nas Áreas de Ciências Sociais, Direito e humanidades, com foco das relações religiosas e culturais com o conceito de justiça. Autor do livro “Direito Antiterrorismo Autônomo”, possui, ainda, experiência de formação acadêmica complementar em múltiplas áreas do Direito em consagradas instituições, como Harvard University e Université de Genève (Genebra). Possui título de Comendador, pela Ordem do Mérito Cívico e Cultural, e Cavaleiro, pela Ordem dos Soldados Companheiros de Jacques Demolay.

3 vistas

ORGANIZAÇÃO DAS AMÉRICAS PARA A EXCELÊNCIA EDUCATIVA (ODAEE)

WhatsApp

+49 178 363 6732

  • Aportes de Paz
  • ODAEE
¿Preguntas? Envie su mensaje aquí o escribenos vía WhatsApp

© 2020 - 2030 ODAEE